Um grupo contrário às medidas de restrição que fecharam bares, restaurantes, lojas, escolas e outros serviços no Distrito Federal fez um protesto, neste domingo (28), em frente à casa do governador Ibaneis Rocha (MDB). Desde a madrugada, Brasília está com uma série de atividades suspensas para prevenir o aumento de casos de Covid-19 (saiba mais abaixo).

De acordo com a nova medida, publicada no Diário Oficial do DF (DODF), a suspensão vai até 15 de março. "Todas as atividades e estabelecimentos comerciais deverão fechar as portas, exceto os serviços considerados essenciais", diz a regra.

Os manifestantes fizeram uma carreata no Lago Sul e seguiram, a pé, até a residência do governador, na mesma região. O ato, em frente à casa, durou cerca de uma hora.

Depois disso, o grupo seguiu em carreata pelas ruas centrais de Brasília. O ato terminou pouco depois das 15h.

A Polícia Militar do DF acompanhou, mas não informou quantas pessoas havia no local. Segundo os organizadores, eram representantes de empresários de vários setores, principalmente donos de bares, restaurantes e academias.

Fonte: Por G1 DF

 

Deixe seu Comentário